sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

Morre aos 82 anos Pelé o rei do futebol

            Morre aos 82 anos Pelé o rei do futebol





Morre dia 29 de dezembro de 2022, Edson Arantes do Nascimento, conhecido como o rei Pelé, por falência dos órgãos por progressão do câncer de cólon, no hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo, aos 82 anos. 


Pelé se encontrava internado desde 29 de novembro por não responder o tratamento de quimioterapia, tumor que foi descoberto no ano de 2021 e foi tratado com frequência depois que fez a cirurgia da  de sua retirada no mês de setembro. Passando por várias sessões de quimioterapia.


Em seus exames apresentados constaram a metástase que atingiu o intestino, pulmão e o fígado.


Trajetória do rei Pelé


Nascido no dia 23 de outubro de 1940, na cidade de Três Corações, Minas Gerais, filho do jogador João Ramos do Nascimento, conhecido como Dondinho e de dona Celeste Arantes, é o mais velho de dois irmãos. Recebeu uma homenagem em seu nome ao grande inventor Thomas Edison de seu pai era fã. Decidiram remover o i do nome passando a se chamar Edson. Só que na certidão deu erro.


Apelidado por Dico pelos seus familiares, Edson recebeu o apelido de Pelé no seu tempo de escola no jeito que pronunciava o nome de seu jogador favorito, Bilé do Vasco da Gama de São Lourenço. 


Em sua autobiografia, Pelé afirma que não sabia o significado do nome, sendo que é um derivado de Bilé, que significa "milagre" em Hebreu.


Pelé passou a sua infância e adolescência e cresceu na cidade de Bauru, São Paulo. Aprendeu a jogar a bola com seu pai, na época não tinha uma bola adequada, jogava com meia recheada com jornal amarrado com uma corda ou uma toranja. 


Pelé trabalhava com vendas em lojas de chás. Ingressou no futebol, no Baquinho, no Bauru Atlético, no infanto-juvenil aos 13 anos de idade. No ano de 1955 criou uma nova equipe de Futebol de Salão, chamado Radium, em referência ao Radium Futebol Clube, da cidade de Mococa.


No ano de 1956, recebeu propostas, uma do Bangu Atlético Clube, para se mudar para a cidade grande, e outra do Esporte Clube Noroeste, de Bauru. A primeira recusada pela sua mãe. O técnico Waldemar Brito de Bangu Atlético Clube sugeriu ao Pelé a sua ida para o Santos Futebol Clube, na cidade de Santos.


Foi lá que ele fez história, defendeu por 18 anos e conquistou vários títulos como Libertadores da América e dois mundiais ( 1962-1963).


Aos 16 anos vestiu a camisa da Seleção Brasileira e venceu a copa do mundo nos anos 1958, 1962 e 1970. No ano de 1966, esteve na campanha Mundial da Inglaterra.


Pelé popularizou o futebol no ano de 1975, quando mudou de time, saindo do Santos para o New York Cosmos, nos Estados Unidos. Acertou 64 vezes em 106 jogos.


Recebeu os títulos no ano de 2000 de Atleta do Século pelo Comitê Olímpico Internacional, Jogador do Século pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) e como maior goleador da história com um total de 1283 gols em 1363 jogos.


quarta-feira, 28 de dezembro de 2022

Ouro, cobre e níquel são os principais bens minerais produzidos em 2022

    Ouro, cobre e níquel são os principais bens minerais produzidos em 2022 


Foto: Yamaa Gold


Ouro (26%), cobre (21%) e níquel (17%) foram os principais bens minerais produzidos de janeiro a novembro de 2022. De acordo com o Sumário Mineral de dezembro, produzido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), a Produção Mineral Baiana Comercializada (PMBC) acumulou nos últimos 11 meses um aporte de R$ 9,4 bilhões. 


“A Bahia segue em destaque com a mineração baiana. Até o momento, o Estado já arrecadou R$ 171 milhões em ICMS do setor. O acumulado da PMBC já superou em mais de R$ 1,2 bilhão o mesmo período do ano passado. A expectativa é que a Produção Mineral do Estado continue avançando em 2023”, destaca João Neto Pinheiro, secretário em exercício da pasta. 


A cota da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) do Estado já atingiu até o momento R$ 25 milhões, já o dos municípios produtores, R$ 109 milhões. Itagibá, Jacobina e Jaguarari foram os que mais arrecadaram até o momento respectivamente R$ 20,3 milhões, R$ 15,9 milhões e R$ 14,1 milhões. 


De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), em outubro de 2022, o Estado contabilizou um estoque de 14,8 mil empregos formais na extração de minerais metálicos, não metálicos e atividades de apoio, exceto Petróleo e Gás. 


Ascom/SDE

ZÉLIA DUNCAN E PAULINHO MOSKA ABREM A PROGRAMAÇÃO DE MÚSICA DO SESC PINHEIROS EM JANEIRO DE 2023

  ZÉLIA DUNCAN E PAULINHO MOSKA ABREM A PROGRAMAÇÃO DE MÚSICA DO SESC PINHEIROS EM JANEIRO DE 2023


Em quatro datas, 5, 6, 7 e 8/01, a dupla apresenta pela primeira vez em São Paulo o novo show  "Um Par Ímpar"


Zélia Dunca e Moska - foto Marcos Hermes



Paulinho Moska e Zélia Duncan são amigos e parceiros desde o primeiro disco solo de cada um, ainda na década de noventa. São mais de vinte e cinco anos de amizade e de canções compostas juntos. Nos dias 5, 6, 7 e 8 de janeiro de 2023, de quinta a domingo, a dupla apresenta "Um Par Ímpar"; no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros. Os shows acontecem logo após o lançamento do segundo single da dupla, "Verdade na Fonte", disponível em todos os aplicativos de música.


O projeto nasceu quando começaram a compor e gravar pérolas como "Carne e Osso", "O Tom do Amor", "Sinto Encanto" e "Não". E, ao longo dos anos, foram se aproximando cada vez mais com as novas parcerias "Feliz Caminhar" e "Medo do Medo", gravadas, respectivamente, nos álbuns "Tudo é Um" (2019), de Zélia, e "Beleza e Medo" (2018), de Moska. Mas a ideia da turnê se concretizou quando criaram a canção "Um Par Ímpar", um hino de encontro, de liberdade, de turma, de tribo, da união de todos nós: "Somos a canção da natureza, somos loucos por beleza e do que ela é capaz. Somos uma onda diferente, se você quer vir com a gente, traga amor e mais", como diz a letra.


Zélia Dunca e Moska - foto Marcos Hermes

Os dois guardaram a canção numa gaveta especial porque já sabiam que esse poderia ser também o nome da turnê deles. O show "Um Par Ímpar" apresenta as versões das parcerias, além dos clássicos da carreira individual de cada um e, também, canções de outros autores, como "A Idade do Céu", do uruguaio Jorge Drexler, gravada pelos dois.


No show, Zélia e Moska serão acompanhados pelo músico uruguaio Miguel Bestard. A direção musical é assinada por Rodrigo Suricato, com cenário de Antonio Bokel, figurino de João Pimenta e iluminação de Christiano Desideri.


Zélia Dunca e Moska - foto Marcos Hermes

SERVIÇO

ZÉLIA DUNCAN E PAULINHO MOSKA

Show "Um Par Ímpar"

Local: Teatro Paulo Autran / Sesc Pinheiros

Endereço: Rua Pais Leme 195, Pinheiros - São Paulo

Datas: 5, 6, 7 e 8 de janeiro de 2023

Horários: quinta a sábado, 21h; domingo, 18h

Classificação etária: 10 anos

Duração: 90 minutos

Ingressos: R$ 50 (inteira); R$ 25 (meia); R$ 15 (credencial plena)

Vendas online a partir de 20/12 (terça), às 12h

Venda presencial nas unidades no dia 21/12 (quarta), às 17h

Dudu Nobre se apresenta no Bar do Zeca Pagodinho do Shopping Vogue Square

  Dudu Nobre se apresenta no Bar do Zeca Pagodinho do Shopping Vogue Square




O cantor e compositor Dudu Nobre sobe ao palco do Bar do Zeca Pagodinho do Shopping Vogue Square, dia 29 de Dezembro, (quinta-feira), às 21h30min.


Com mais de 20 anos na bagagem, Dudu Nobre cresceu rodeado de sambistas dentre eles, Beth Carvalho e Zeca Pagodinho, suas influências foram, Almir Guineto, Martinho da Vila, tendo como seu padrinho de batismo musical o baterista e compositor Wilson da Neves, além de ser afilhado de samba de Zeca Pagodinho.

 

Dudu preparou um repertório de primeira e promete fazer o público cantar e sambar com seus maiores sucessos como, “A Grande Família, “Posso Até Me Apaixonar”, “Goiabada Cascão”, “Estava Perdido Num Mar”, “Tempo De Don Don”, “No Mexe Mexe, No Bole Bole”, “Quer Saber da Minha Vida, Vai na Macumba”, entre outros mais.

 

Para esta apresentação, o cantor será acompanhado por sua banda: Keko, Alyson, Luiz Paulo e Corvo (percussão), Marcio Ricardo (violão), Binho (flauta), André Manhães (bateria), Tuta (cavaco), Andinho e Lissandra (coro).


Apesar de tantos anos de carreira e tendo conquistado diversos prêmios e o carinho do público e da crítica, Dudu Nobre continua se reinventando na música, trazendo um frescor em cada projeto que se dispõe a fazer com muita dedicação e carinho.

 

SERVIÇO:

 

Local: Bar Do Zeca Pagodinho - Shopping Vogue Square

Apresentação: Dudu Nobre

Endereço: Av. das Américas, 8585 – Shopping Vogue Square – Barra da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Dia: 29 de Dezembro de 2022 (quinta-feira)

Horário: 21h30min

Preço: R$ 40,00

Faixa etária: 18 anos

Rede Social: @bardozecapagodinho

Aceitamos todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas


De pijama, mãe e filha fazem sucesso dando dicas de restaurantes em SP

      De pijama, mãe e filha fazem sucesso dando dicas de restaurantes em SP


Karol Jordão e Sarah Bess se destacam gravando de pijama pela cidade 


Mãe Karol Jordão e filha Sarah Bess 


Em clima de férias, mãe e filha que fazem sucesso na internet, resolveram inovar ao dar dicas nas redes sociais de pijama. Karol Jordão e Sarah Bess, dão um giro na região de São Paulo mostrando o que há de melhor na gastronomia.

Com mais de 100 mil seguidores, as influenciadoras chamam atenção pela criatividade ao apresentar points em São Paulo e garantir aos seus seguidores lugares incríveis.





As férias chegaram e nada como vestir roupas confortáveis. Trouxemos essa ideia de vestir pijamas nas gravações durante esse período e o resultado está sendo bem legal”, conta Sarah.

Desde lugares tradicionais a dicas de compras, as influenciadoras mostram destinos para a família aproveitar a capital paulista de uma maneira para colecionar histórias e ganhar tempo, já que elas sintetizam onde ir em cada ocasião. “Além de tudo, nosso trabalho ajuda as pessoas economizarem tempo. Quem segue nossas redes sociais encontra tudo o que precisa“, diz Karol.






Instagram Te Apresento SP:
https://www.instagram.com/teapresentosp/

Voraz inicia sua tour de verão

      Voraz inicia sua tour de verão


A banda se prepara para lançar novo single


Crédito: Larissa Amparo Brasileiro - VORAZ


A Voraz já se programa para entrar em estúdio no começo do ano para gravar seu novo single autoral,  o seu último lançamento foi em setembro com a faixa  “Brasileiro” produzida para comemorar a copa do mundo.


A banda também está iniciando sua turnê de verão, começando pelo litoral de Santa Catarina no point Hike Beach Club – Praia Brava Itajaí, no próximo dia 29 de dezembro, a partir das 17h.


O som e energia contagiante da banda têm agradado o público por onde passa, trazendo para suas redes sociais mais seguidores e inúmeros fãs.


“A vida é uma arte e depende de nós fazer a arte da vida”. Enfatiza o vocalista Diogo Ferraz.


No show da virada,  a Voraz agita a noite no Skema Beach Club - Caiobá /PR. No repertório podemos destacar as músicas: “Eu Sou o Vento”, “Purificar”, “Pra me Fazer Feliz”, “Moletom Azul”, “Vibe Boa” e o recente lançamento “Brasileiro”, são canções que não podem faltar no set list da banda que traz em sua essência um som pop “Good vibes”. Vale conferir!




Para saber mais acesse:

facebook.com/oficialvoraz/

www.instagram.com/vorazoficial/

https://open.spotify.com/artist/54emVun9PakI9opV4aT5Jb

https://www.deezer.com/br/artist/10052000

https://www.youtube.com/channel/UCFXxbGnSOfNmc9xqX4fPsZQ.


Voraz

Hike Brava

29.12.22

Horário: 17h

Endereço: Av. José Medeiros Viêira, 1676 - Praia Brava, Itajaí - SC, 88306-800, Brazil Itajaí/SC

Informações: (47) 99924-0051.

31.12.22

Skema Beach Club Caiobá 

Endereço: Av Atlantica, 2661 - Centro.

Horário: 22h

https://instagram.com/skemabeachclub?igshid=YmMyMTA2M2Y=

sexta-feira, 23 de dezembro de 2022

Inaugurado o maior Edifício do Brasil

        Inaugurado o maior Edifício do Brasil



Você sabia que o residencial mais alto da América Latina fica no Brasil?

O One Tower foi oficialmente entregue!!!*


O One Tower é um gigante reconhecido internacionalmente como o edifício mais alto do Brasil, e o maior residencial da América Latina.

Com 290 metros de altura, quase rompendo a barreira dos supertalls, o One Tower, localizado na Avenida Atlântica, em Balneário Camboriú, litoral norte de Santa Catarina, é oficialmente o residencial mais alto da América Latina. O empreendimento é certificado pelo CTBUH (Council on Tall Buildings and Urban Habitat), reconhecida organização que audita e certifica os arranha-céus mundiais por suas características e diferenciais. Além de ser referência em práticas de construção civil e reconhecido como o principal recurso global para dados interativos de edifícios urbanos altos.

Antony Wood, presidente do CTBUH, entregou a Jean Graciola, presidente e cofundador da FG, o certificado de edifício mais alto do Brasil e mais alto da América Latina, no sábado, 17. “É um orgulho estar aqui em Balneário Camboriú e poder fazer parte desta história. O One Tower é muito mais do que o maior residencial das Américas, ele é um empreendimento imponente e que marca a disrupção e o desenvolvimento da construção civil”, destacou o presidente da CTBUH.

Oficialmente entregue, o residencial conta com assinatura da FG Empreendimentos, que figura como uma das principais construtoras do país, com 20 anos de atuação e com uma holding de mais de 60 empresas. O empreendimento foi construído em parceria com a Família Hang.

Números que impressionam

O One Tower conta com 52.785,06 m² construídos, onde foram utilizados mais de nove mil toneladas de aço, 24.992,82 m³ de concreto – o equivalente a mais de oito mil caminhões betoneiras, mais de cinco mil toneladas de contrapiso e reboco e contou com a participação de mais de dois mil trabalhadores de forma direta e indireta.
 
São 84 pavimentos, sendo 70 habitáveis. O edifício conta com dois apartamentos por andar, apresentando quatro andares com áreas de lazer com mais de 20 ambientes – sendo duas nos andares 56 e 57, figurando também com o lazer mais alto das Américas.
 
O presidente e cofundador da FG, Jean Graciola, destacou a importância dos pilares Fé, Família e Foco e salientou o comprometimento de toda a equipe para que a construtora chegasse ao patamar atual durante a cerimônia de entrega. “O One Tower é a realização de um sonho, uma obra marcante em nossa trajetória. Um sonho que começou lá em 2007 com a aquisição do terreno. E, é importante destacar que se chegamos até aqui, existem pessoas que sonham junto conosco, a ‘Família FG’, e merecem todo nosso reconhecimento e gratidão. Além disso, crescemos como empresa, buscamos tecnologias, parcerias, rodamos o mundo em busca de novidades e também investimos no desenvolvimento de processos para o avanço de toda a cadeia produtiva. O dia 17 de dezembro de 2022 vai ficar na história e é preciso celebrar”.
 
A noite de entrega foi comemorada no ambiente interno do One Tower com clientes e parceiros, e também nas areias da orla de Balneário Camboriú. A FG estendeu as comemorações à comunidade. Mais de 1000 pessoas se reuniram em frente ao One Tower para brindar a entrega do empreendimento, que contou com show de luzes, fogos e ainda com o espetáculo Ballet nas Alturas, do conceituado grupo de dança vertical que se apresentou pela primeira vez em Santa Catarina. “A entrega do One Tower é um marco e celebrar com a cidade de Balneário Camboriú é uma grande realização para todos nós”, festejou Jean Graciola, cofundador e presidente da FG.
 
O fundador da FG e presidente do conselho, Francisco Graciola, enfatizou a importância da confiança e da relação desenvolvida com os clientes e com o mercado. “Todo o nosso trabalho é pensado e tem por base o encantamento de nossos clientes, esse é o nosso desafio diário”.
 
Altevir Baron, diretor de mercado e marketing, ressaltou que a entrega do One Tower já deixou de ser um sonho. “É a materialização do sonho, é a realidade. Nosso muito obrigado a cada cliente, aos nossos engenheiros, arquitetos, pessoal de obra e toda equipe de vendas que idealizou e tornou esse momento possível de acontecer. Balneário Camboriú recebe a entrega daquele que está entre os empreendimentos mais lindos do mundo, e leva o legado e a marca da FG Empreendimentos”.

Desafios

Stephane Domeneghini, gerente de Engenharia Aplicada da FG Empreendimentos, afirmou que a obra começa muito antes da primeira intervenção no terreno. “Um projeto sendo desenhado, cada nova curva, cada novo cálculo que se materializa, isso é fantástico. O que realmente pulsa é muito mais do que a gente vê”.
 
Para a construção de imponentes estruturas de aço, concreto e vidro ao redor do mundo, é grande a demanda de sistemas construtivos arrojados e com a melhor tecnologia existente. Cálculo estrutural e a área arquitetônica para a construção de arranha-céus precisam garantir a resistência às milhares de toneladas de peso da própria estrutura do edifício. “O maior desafio construtivo de um prédio alto é a logística da obra, atrelada ao deslocamento vertical de colaboradores e materiais ao longo da torre. Elevadores de alta performance, sistema de inteligência do edifício, com bombas, válvulas, controle de acesso, para que todos os sistemas possam operar e dar segurança aos processos”, explicou o diretor de Engenharia da FG Empreendimentos, engenheiro civil André Bigarella.
 
O engenheiro também pontuou que o edifício mais alto da América Latina enfrentou e superou desafios construtivos à altura de sua magnitude, como: elevadores, sistema de abastecimento de água, saneamento e energia, estabilidade vertical e segurança.

Elevadores

E por falar em tecnologia, os elevadores do One Tower usam tecnologia de ponta. Ao todo são cinco elevadores com velocidade de cinco metros por segundo, que atingem o topo em menos de um minuto e contam com soluções inovadoras para atender à complexidade do projeto. A principal delas são as corrediças ativas – Active Roller Guide, que reduzem as oscilações dentro da cabina para proporcionar maior conforto ao passageiro. Trata-se da mesma tecnologia empregada no One World Trade Center, em Nova York (EUA). Outro destaque dos elevadores do One Tower é o quadro de comando desenvolvido para prédios altos, com um dispositivo que permite a medição da velocidade do vento, por meio de um anemômetro, para o funcionamento seguro do equipamento. Em situações severas de vento, o sistema reduz a velocidade ou até desliga o elevador. Os elevadores do One Tower são, em edifícios residenciais em operação, os mais rápidos do país.




Investimentos

Para concretizar o projeto, a FG Empreendimentos investiu mais de R$650 milhões. E mais, o edifício tem uma dados que impressionam, o valor atual dos apartamentos, que estão avaliados hoje em média em R$12 milhões. Todas as unidades estão vendidas.

Balneário Camboriú figura hoje como a cidade com maior valorização econômica, à frente dos grandes centros econômicos do país, potencializando o desenvolvimento de toda a região Norte de Santa Catarina. Alguns atributos contribuem para esse crescimento. À beira-mar, com índices de segurança elevados, a proximidade com o principal eixo logístico do Estado e a Capital (Florianópolis). “Já registramos 67% de valorização nos empreendimentos frente mar após o alargamento. Além disso, o mercado da construção civil vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, posicionando Balneário Camboriú na rota de grandes investimentos. Estamos cada vez mais atraindo um novo perfil de investidor e abrindo para o capital estrangeiro”, revelou o diretor de mercado Altevir Baron.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2022

A jornalista Livia Rosa Santana conta que já foi vítima de uma fofoca maldosa

          A jornalista Livia Rosa Santana conta que já foi vítima de uma fofoca maldosa 




Livia Rosa Santana, jornalista e assessora de imprensa, reconhecida na mídia pelo seu trabalho e talento, nascida na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, conta alguns relatos de sua vida quando mais nova. No ano de 2008, foi vítima de uma fofoca mentirosa, quando frequentava o estabelecimento de seu ex amigo tatuador. Ele inventou um caso com um cantor sertanejo muito amado do Brasil. Falo do goiano Herickson Cardoso Rosa, que faz dupla sertaneja com seu irmão Henson Cardoso Rosa, conhecido como Guilherme e Santiago. 


Foi nos seus 20 e poucos aninhos, quando fazia teatro. Lívia Rosa Santana também é uma atriz. Naquele ano ela namorava um publicitário.


Links:

Tiktok: @liviasantana068

Instagram: @liviarosasantana

quarta-feira, 21 de dezembro de 2022

Dias 16, 17 e 18 de Janeiro/2023 o ROSA AMARELA inicia Turnê por SP com show ODARA

      Dias 16, 17 e 18 de Janeiro/2023 o ROSA AMARELA inicia Turnê por SP com show ODARA


Depois do sucesso em sua primeira apresentação, no RJ, o ROSA AMARELA, em 2023, apresentará o show ODARA nas principais capitais do país.





 

 Nos dias 16, 17 e 18 de Janeiro /2023 ( 2ª, 3ª e 4ªf, sempre as 20h ), o show ODARA será apresentado na capital paulistana, no Teatro União Cultural (R. Mario Amaral, 209 – Bairro Paraíso, SP) e os ingressos já estão à venda pelo SYMPLA, aqui: https://bileto.sympla.com.br/event/78899

 


No dia 02 de Fevereiro /2023 ( 5ªf 20h ) – Dia de YEMANJÁ e data que o ROSA AMARELA completa 04 anos de sua formação -  a apresentação do show ODARA será no Teatro Fernanda Montenegro (R. Cel. Dulcídio, 517 - Batel, Shopping Novo) em Curitiba. Essa apresentação contará com a participação especialíssima do grupo TAMBORES DO PARANÁ.  Os ingressos para esta única apresentação já estão à venda pelo DISK INGRESSOS, aqui: https://www.diskingressos.com.br/event/1194

 

 

Nos Dias 09 e 10 de Março /2023 ( 5ª e 6ªf 20h ) o show ODARA será apresentado no Teatro Jorge Amado ( Av. Manoel Dias da Silva 2177 – Pituba ) em Salvador;

 

 

No dia 21 de Abril /2023 ( 6ªf 19:30h ) o Show ODARA será em homenagem ao Dia de Ogum / São Jorge, no Teatro Rival Refit ( Rua Álvaro Alvim 33 – Centro ), no RJ.






O show ODARA tem Tempo de Duração de 2h, é Livre para Todas as Idades e conta com a seguinte equipe:

 

Pris Mariano – Vocais e direção artística

 

Rodrigo Di Castro – Vocais, Cordas e direção musical

 

Jimmy Santa Cruz – Baixo

 

Sandro Lustosa – Percussão

 

Katy Moret – Curimba

 

Carlos de Xangô – Curimba

 

Francisco Mariano – Curimba

 

 

Cenário e Figurino: Elaine Hoffman

 

Figurino: Dani Barreiro

 

Assistência de produção: Ana Vitória e Júnior Trindade.

 

Marketing digital: Isabela Caputo

 

Produção Executiva e assessoria de imprensa: João Luiz Azevedo

 

 


 

 

Você já ouviu falar no ROSA AMARELA que vendeu todos os ingressos para sua 1ª apresentação no RJ, em menos de 4 dias, com 2 meses de antecedência da apresentação do show ODARA, confirmando que o público estava curioso em conhecer o repertório, inédito, autoral e apresentando a beleza e a simbologia dos orixás e as demais entidades aliadas à MPB e ao pop, executado ao vivo.

 

 

“A gente vem colecionando músicas ao longo desse período nas redes sociais e nas plataformas de streaming”, comenta a vocalista Pris Mariano, que faz parceria com o violonista Rodrigo Di Castro. “Montamos esse show com a intenção de levar para as pessoas um pouco mais do conhecimento sobre a umbanda, não somente pela religiosidade e sim por tudo aquilo que a cultura mística e espiritualista do Brasil pode provocar”.

 

 

Mas se você não é um dos milhares de seguidores das redes sociais do ROSA AMARELA certamente nunca ouviu falar neles ... por isso, vou apresentá-los agora:

 

 

ROSA AMARELA é um Duo musical composto por Pris Mariano e Rodrigo Di Castro, que apresenta em seu repertório músicas autorais e inéditas.


 

Quem são Pris Mariano e Rodrigo Di Castro?

 

Pris Mariano, cantora, compositora e escritora, é carioca, neta de benzedeiras, teve seu primeiro contato com a música aos 5 anos de idade, quando num festival de bairro, foi conhecida por sua voz marcante, onde foi celebrada diante de personalidades, dentre eles Laura Carneiro.


Aos 14 anos, já cantava profissionalmente nas casas de show do Rio, abrindo a noite para artistas de peso, como Alcione e Nana Caymmi.


Participou de diversos realitys musicais da TV brasileira e produções vocais para célebres artistas.


Em 2005, apresentou-se como cantora oficial do espetáculo “Cores do Brasil” em Juan Les Pins, França, na casa de espetáculo Pampam. Lá, interpretava canções brasileiras, desde o movimento da Tropicália até Carmem Miranda.


Ao longo de sua carreira musical, a cantora trabalhou por 15 anos emprestando sua voz para celebrar casamentos e festas corporativas pelo Brasil.


Em 2005, participou do projeto “Jpop” do selo Albatroz, onde gravou clássicos da Bossa Nova em japonês, sendo este lançado mercado asiático.


Hoje, escolher “cantar o terreiro” é integrar o rezar em sua arte, como afirma a cantora.


Sua influência umbandista deu-se ainda na infância, na casa de sua avó Nair, no bairro da Pavuna, baixada do Rio de Janeiro.


Já adulta, Pris teve seu primeiro contato com a cultura do Candomblé.


Hoje, a cantora segue como filha da Umbanda do Oriente, onde realiza sua prática Umbandista e espiritual. Junto de sua carreira artística, Pris também executa seu trabalho como pesquisadora de cultura popular, dando ênfase às práticas de benzimento. A cantora dispõe de 2 livros de sua autoria, “Benzedura Ancestral – Saberes de ontem para o hoje bendito!”, “Plantaria – Magia Verde” e um compilado de 36 cartas, com o nome “Oráculo de reza”.


Hoje dirige e atua no artístico do Rosa Amarela, Junto de Rodrigo Di Castro.

 

Atuando diretamente na direção musical e visual do Rosa Amarela, Rodrigo Di Castro é gaúcho de Santa Maria. Multi-instrumentista, produtor fonográfico e diretor de fotografia, já aos 12 anos, integrou como músico um grupo de folclore latino-americano, “Os Chimangos” viajando para shows por todo o Brasil e até mesmo exterior, quando participou de uma mostra de folclore na Bélgica e Alemanha.


Por sua desenvoltura com o seu instrumento, o violão, aos 16 anos já havia conquistado 5 premiações como melhor instrumentista em festivais de músicas nativistas gaúchas.


Durante 2 anos realizou trabalhos musicais na Argentina o que aprofundou mais ainda sua vivência musical com o folclore Latino Americano.


Após esse período, realizou jingles publicitários, o que lhe rendeu o prêmio de melhor trilha do ano no salão de propaganda de Santa Maria/RS.


Seus trabalhos incluem produções para o selo Albatroz de Roberto Menescal, em que arranjou, interpretou e gravou diversos clássicos da música mundial transformados em bossa nova, que caracteriza o selo Bossa 58, além de diversas produções para artistas independentes.


Durante 15 anos dividiu suas produções com apresentações ao vivo, em um trabalho voltado para o entretenimento musical em eventos sociais.

 

Para ter acesso ao trabalho da dupla, eles disponibilizam em suas redes sociais, todo seu trabalho.



Siga as redes sociais e acompanhe este canto!

 

Instagram: https://www.instagram.com/rosa8amarela  

 

Facebook: https://www.facebook.com/Rosa8amarela

 

Youtube: https://www.youtube.com/c/RosaAmarela  

 

 


 


No próximo dia 02/02/2023, o DUO ROSA AMARELA comemorará 4 anos de lançamento, de sua primeira música “YEMANJÁ”, quando foi produzido o primeiro videoclipe da dupla. Ao todo, a canção já teve mais de 2,5 milhões de visualizações nas redes sociais. Confira aqui: https://www.youtube.com/watch?v=KZOyLPXBJVg


 

Outras composições também somam números expressivos – ao todo, elas alcançam a marca de mais de 20 milhões de execuções - e esse êxito faz com que Pris acredite que, o público esteja avido em conhecer o trabalho da dupla:  “A gente está montando um roteiro para uma pequena turnê pelo país. Pretendemos levar o nosso canto e a nossa fé pelo Brasil. Em janeiro/2023 estaremos em São Paulo, no Teatro União Cultural e em fevereiro/2023 estaremos em Curitiba, no Teatro Fernanda Montenegro (PR). Em março/2023 levaremos o nosso ODARA para Salvador e em abril/2023, homenagearemos Ogum, com uma apresentação no Teatro Rival Refit, no RJ.  Ao longo de 2023 já temos outras datas e cidades a serem confirmadas que em breve serão divulgadas. Que Deus diga amém, axé e tudo que ele tem para dizer!”, torce.

 

 

 

O Show:

 

O show ODARA é um passeio cultural entre “o sagrado e o profano”, como afirma a dupla.

 

Com isso, promove-se a igualdade perante as diversidades, assim como o direito de exercer a fé, desmistificando conceitos preconceituosos. Entende-se que cultura é tudo aquilo que perpassa por nossa formação ética, educacional e de valor.

 

Como tradução sonora, o show ODARA tem como influência rezas cantadas, aliadas à Música popular brasileira.

 

Assim, na visão da dupla, os casos de intolerância aliados à ignorância de pensamento, vem atingindo grupos que não podem manifestar sua fé. Ou seja: no Brasil atual, exercer um papel cultural que se deseja – neste caso por meio da música – é um grande desafio, mas ao mesmo tempo a maneira mais fácil, uma vez que arte unifica linguagens e estreita caminhos.

 

No repertório, Pris Mariano e Rodrigo Di Castro, apresentam a beleza da cultura popular brasileira, permeado pela simbologia dos Orixás e demais arquétipos que derivam de nossas influências.

 

A dupla acredita ser a música, uma grande ferramenta para ampliação de consciência, cristalizando pontes entre grupos de diferentes gostos e crenças.

 

Inspirando-se no perfume da Umbanda, as canções do Rosa Amarela conseguem traduzir rezas em canto próprio, único e particular.

 

O Show “ODARA” tem como formação a presença da dupla e de músicos acompanhantes além da participação de capoeiristas e bailarinos.

 

 


 

 

Show ODARA com o ROSA AMARELA 

 

Pris Mariano – Vocais e direção artística

 

Rodrigo Di Castro – Vocais, Cordas e direção musical

 

Jimmy Santa Cruz – Baixo

 

Sandro Lustosa – Percussão

 

Katy Moret – Curimba

 

Carlos de Xangô – Curimba

 

Francisco Mariano – Curimba

 

 

 

Cenário e Figurino: Elaine Hoffman

 

Figurino: Dani Barreiro

 

Assistência de produção: Ana Vitória e Júnior Trindade.

 

Marketing digital: Isabela Caputo

 

Produção Executiva e assessoria de imprensa: João Luiz Azevedo

 

 

 

* Teatro União Cultural - SP

 

R. Mario Amaral, 209 – Bairro Paraíso, São Paulo - SP

 

Dias 16, 17 e 18 de janeiro/2023

 

2ª, 3ª e 4ªf 20h

 

Preço dos Ingressos: R$ 150,00 / 75, (meia para estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos)

 

Ingressos à venda pelo SYMPLA, aqui:

 

https://bileto.sympla.com.br/event/78899

 

Tempo de Duração: 2h

 

Livre para Todas as Idades

 

 

 

* Teatro Fernanda Montenegro

 

Rua Cel. Dulcídio, 517 - Batel, Curitiba – Paraná

 

Dia 02 de fevereiro/2023

 

Quinta feira 20h

 

Preço dos Ingressos: R$ 120,00 / 60, (meia para estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos)

 

Ingressos à venda pelo DISK INGRESSOS, aqui:

https://www.diskingressos.com.br/event/1194

 

Tempo de Duração: 2h

 

Livre para Todas as Idades

 

 



 

Onde está a cultura de terreiro?

 

Já é comum todos os dias sermos bombardeados por informações sobre manifestações culturais. Tratando-se de Brasil, isso é plural, uma vez que somos um país formado tantas etnias.

 

Com isso, a multiplicidade cultural se faz e pede urgência para ser compreendida.

 

Neste cenário, um defronte de intolerância, falta de respeito, julgamentos, vem desenhando um contexto hostil num país marcado pela cultura diversa.

 

Quando falamos de cultura de terreiro, estamos expressando arte, emoldurada de fé.

 

Em casas afro-brasileiras, seus seguidores sofrem perseguições, sendo obrigados a se esconderem.

 

Por isso, cada vez mais precisamos dialogar sobre a cultura de terreiro, como aporte social e centros de manifestação de cidadania.


A arte é uma grande ferramenta de expansão para elucidação desses espaços de convivência.

 

Devemos observar o fato, de que em décadas passadas, movimentos artísticos apareceram no cenário musical, estreitando o conhecimento do público com fatos e vivências da cultura religiosa.


É o caso dos novos baianos, entre outros artistas de expressão, que manifestaram e assumiram suas identidades religiosas.

 

No entanto, poucos seguiram uma identidade fiel à temática, deixando apenas algumas faixas de seus repertórios disponíveis. Quando pensamos desta forma, nomes de peso nos chegam à memória, como a Sábia, Clara Nunes, que praticamente transformou toda sua carreira ao assumir as vestes dos cânticos sagrados, como maior fonte de inspiração de sua carreira.

 

Outros artistas da mesma safra, apresentam de forma integral a cultura popular de terreiro, é o caso de Marienne de Castro, Jéssica Ellen e tantos outros.

 

Nesta direção, Rosa Amarela, uma dupla composta por Pris Mariano e Rodrigo Di Castro, vem apresentando ao cenário musical aquilo que eles gostam de chamar de “Canto de Terreiro” ou “Música de Rezo”.

 

O trabalho musical nasceu em dezembro de 2018, mas foi apresentado ao público das redes sociais em fevereiro de 2019.


Hoje, a dupla já coleciona mais de 15 sucessos autorais, evidenciando no cenário artístico musical do Brasil, um público atuante e consumidor de música devocional.


Assim como o gênero Gospel, representado pelos principais líderes religiosos do país, a Umbanda e tantas outras representações de cultura religiosa também merecem o seu espaço de manifestação artística.

 

É interessante perceber como em tão pouco tempo, Rosa Amarela tornou-se moda e desejo auditivo pelos espiritualistas.

 

Estaríamos diante de uma nova tendência de gênero musical no país?


"Crie Palestras Inesquecíveis"

   " Crie Palestras Inesquecíveis" Lançamento do novo livro de Joni Galvão e Dennis Penna   Dennis Penna e Joni Galvão revelam os ...